Caso de negócio

O caso de negócio é o documento central do ciclo de vida de um projeto ou programa. A razão para definir um ciclo de vida com fases, parcelas e/ou estágios é permitir que se tomem decisões de "seguir/não seguir" que evitem o desperdício de investimento.

Essas decisões são tomadas principalmente com base na viabilidade do caso de negócio.

  • Cenário
  • Esta seção inicial irá explicar o contexto do projeto ou programa. Quaisquer premissas feitas na preparação do caso de negócio serão documentadas aqui, juntamente com as restrições e dependências de outros projetos ou programas. Qualquer impacto que este trabalho tenha sobre outros projetos ou programas também deve ser anotado.

  • Sumário do projeto ou programa
  • Todos os aspectos da entrega do projeto ou programa serão descritos a um nível suficiente para permitir que a justificativa do trabalho seja compreendida.

  • O sumário normalmente incluirá:

    • Escopo - resumo dos objetivos, em termos de produtos, resultados e benefícios, conforme apropriado;
    • Cronograma - cronograma de alto nível com datas de início e término para seções principais do trabalho, tais como fases, parcelas, estágios ou projetos dentro de um programa;
    • Finanças - financiamento, arranjos e um fluxo de caixa resumido;
    • Risco - Principais eventos de risco e o perfil geral de risco;
    • Recursos - fontes de recursos, arranjos contratuais, quantidades resumidas;
    • Mudança - amplitude e profundidade da mudança necessária;
    • Partes interessadas – principais apoiadores e opositores.

  • Justificativa
  • Esta é a seção chave. Ele sopesa os benefícios do trabalho contra o investimento necessário para alcançá-los. Neste contexto, os termos benefícios e investimento podem ser interpretados de forma ampla.

  • A justificação mais simples será puramente financeira. Se os benefícios têm um certo valor em dinheiro e o custo do investimento é menor, então o trabalho pode ser justificado.

  • Entretanto, muitas vezes a justificativa não é tão simples assim. Um projeto ou programa terá que equilibrar o 'investimento' em termos de risco assumido; pode ser necessário considerar 'custos' ecológicos; benefícios intangíveis  podem precisar de avaliações complexas; pode simplesmente ser que a opção 'não fazer nada' tenha conseqüências inaceitáveis.

 

Uma das partes complicadas de escrever um caso de negócio é onde colocar todas as informações. Por exemplo, deve:

  • Uma restrição admitida ser colocada em premissas ou restrições?
  • Uma incerteza sobre o financiamento ser colocadao na seção financeira ou de risco?
  • Uma referência a outro projeto que afeta os benefícios ser colocada nas dependências ou na seção de mudança?

Isso não importa muito no esboço do caso de negócio, desde que todas as informações estejam em algum lugar. Quando se trata do caso de negócio completo, ele resumirá outros documentos mais detalhados. A disposição de informações no caso de negócio deve, portanto, refletir esses documentos detalhados. Por exemplo, qualquer coisa derivada do registro de risco deve ser resumida na seção de risco do caso de negócio e assim por diante.

 

 

SHARE THIS PAGE
No history has been recorded.

Caso de negócio

Voltar para o topo