Ilhas de estabilidade

A versão de 1994 do Guide to Programme Management (MSP) separou parcelas de projetos com ilhas de estabilidade. Elas foram projetadas para serem períodos de inatividade durante um programa onde os benefícios de uma parcela são consolidados e a próxima parcela é planejada. Refletindo a necessidade dos negócios de implementar mudanças rapidamente, as versões de 1999 e posteriores da MSP removeram este conceito.

Muitas pessoas sujeitas a mudanças reclamaram que novas mudanças são implementadas antes que as anteriores tenham tempo de entrar em vigor e talvez as ilhas de estabilidade tenham sido uma boa idéia afinal de contas.

A razão pela qual a idéia de ilhas de estabilidade foi abandonada foi porque era impraticável inserir um período de inatividade no ciclo de vida do programa. Entretanto, deve ser possível ter um período de estabilidade em uma área comercial que está sujeita a mudanças.

Se um programa estiver implementando múltiplas mudanças em uma área de negócios, a equipe do programa deve considerar o planejamento do cronograma para que haja períodos de consolidação após grandes mudanças. O programa deve fazer isso girando seu foco de uma área para outra e não implementando todas as mudanças para uma determinada área de negócios de uma só vez.

Com efeito, a ideia da ilha de estabilidade é deslocada do ciclo de vida do programa para o ciclo de mudança da área de negócios.

SHARE THIS PAGE

11th August 2014Link to Italian translation added

Ilhas de estabilidade

Voltar para o topo