Análise PERT

PERT é um acrônimo para "Program Evaluation and Review Technique" (Técnica de Revisão e Avaliação de Programa), desde a época em que o termo programa representava o cronograma de um projeto em vez de um programa de projetos e mudanças de negócio.

A análise do caminho crítico utiliza uma estimativa de um único ponto para todas as durações de atividade. Na realidade, é improvável que as durações possam ser estimadas com esse grau de certeza. A PERT usa uma estimativa de três pontos para cada atividade. As três estimativas são conhecidas como:

  • Otimista (muito improvável que a tarefa demore menos do que isso); 
  • Pessimista (muito improvável que a tarefa demore mais que isso); 
  • Mais provável (duração que nós realmente pensamos que ocorrerá).

A tabela abaixo mostra sete atividades com durações otimista, mais provável e pessimista.

 

Tarefa

Otimista

Mais provável

Pessimista

A 2 2 8
B 4 5 12
C 7 8 15
D 10 14 18
E 6 7 14
F 7 9 17
G 2 3 10

 

A utilização das durações mais prováveis em uma análise normal do caminho crítico dá o resultado mostrado abaixo, sendo o caminho crítico a seqüência:  A, D, F, G.

 

 

No entanto, as atividades vão usar algo entre as estimativas otimista e pessimista.  A PERT utiliza estas estimativas para calcular uma duração média baseada em uma distribuição Beta.

Ou para demonstrar formalmente:

Por exemplo, é mais provável que a atividade B demore 5 dias, mas há a possibilidade de que ela possa ser feita  em 4 dias ou pode haver problemas que levem a até 12 dias.

Portanto, sua duração média é:

Uma tabela ampliada mostrando as durações médias para cada atividade é mostrada abaixo:

 

Tarefa

Otimista

Mais provável

Pessimista

Média

A 2 2 8 3
B 4 5 12 6
C 7 8 15 9
D 10 14 18 14
E 6 7 14 8
F 7 9 17 10
G 2 3 10 4

 

A utilização das durações médias na análise em vez das estimativas mais prováveis dá um resultado diferente.

 

 

Não apenas a duração total do projeto aumentou para 32, mas o caminho crítico mudou. Agora compreende as tarefas A, B, C, F e G.

Mesmo que a PERT utilize três estimativas e, portanto, seja provável que dê um resultado mais realista, ela ainda fornece apenas um único resultado para a duração total do projeto. Este resultado está em uma distribuição normal e o desvio padrão (representado pela letra sigma) é usado para estimar a probabilidade de uma gama de datas de término do projeto.

 

 

  • 68% (Um-sigma)
  • Há uma chance de 68% (68,27 para ser mais preciso) de que o projeto leve entre mais ou menos um desvio padrão da média, ou seja, entre 32 - 3 (29 dias) e 32 + 3 (35 dias).

  • 95% (Dois-sigmas)
  • Há uma chance de 95% (95,45 para ser mais preciso) de que o projeto leve entre mais ou menos dois desvios padrão da média, ou seja, entre 32-3-3 (26 dias) e 32+3+3 (38 dias).

  • 99% (Três-sigmas)
  • Há uma chance de 99% (99,73 para ser mais preciso) de que serão necessários entre mais ou menos três desvios padrão da média, ou seja, entre 32-3-3-3 (23 dias) e 32+3+3+3+3 (41 dias).

 

O mesmo princípio pode ser usado para lidar com as faixas de custo estimadas em vez da duração do projeto. A PERT/Custo utiliza três estimativas do custo de cada atividade para calcular um custo médio para cada tarefa. O custo médio total do projeto é então a soma de todas as médias de custos das atividades, e não apenas aquelas no caminho crítico.

A PERT foi projetado quando a potência computacional estava  a um preço especial. Este tipo de análise probabilística é agora normalmente realizada através da análise Monte Carlo.

SHARE THIS PAGE
22nd August 2014Link to Italian translation added

Análise PERT

Voltar para o topo