Carnall

O livro de Colin Carnall  ‘Managing Change in Organisations’ foi publicado pela primeira vez em 19901. Nele ele propôs um modelo que se concentra no papel do gerente durante o processo de mudança.

 

 

No ambiente P3, a pressão por mudanças cria a necessidade de um projeto ou programa e o "gerente" é principalmente o gerente de mudanças de negócios (BCM - Business change manager).

Lidar com culturas organizacionais e gerenciar políticas organizacionais são claramente funções que o BCM (com o apoio de outros membros da equipe do projeto/programa) precisa incorporar na gestão das partes interessadas enquanto gerencia a transição como parte da realização de benefícios.

Carnall sustenta que um gerente hábil na gestão da transição criará uma atmosfera de tomada de riscos criativa e ajudará as pessoas a aprender enquanto implementam a mudança. Isto, por sua vez, promove uma mudança organizacional ou, na linguagem da gestão P3, incorpora a mudança para que os benefícios possam ser realizados.

Em seu livro 'Making Sense of Change Management', Cameron e Green2 sugerem que o modelo de Carnall é mais aplicável às metafóras organizacionais 'sistema políticos' e 'organismos' de Morgan.

 

  1. Carnall, C (2007), Managing Change In Organisations, Prentice Hall, London
  2. Cameron, E and Green, M (2009), Making sense of change management, Kogan Page, London
SHARE THIS PAGE
25th July 2014Link to Italian translation added

Carnall

Voltar para o topo