Gráfico de Gantt

Henry Gantt foi um engenheiro americano que trabalhou na Frankford Arsenal no início do século 20. Em 1917, ele desenvolveu o Gráfico de Gantt que ainda hoje leva seu nome.

Também conhecido como gráfico de barras, o Gráfico de Gantt mostra simplesmente barras em uma escala de tempo horizontal. O formato básico é aplicável em todos os níveis no ambiente P3. Em nível de projeto, os bares representam atividades; em nível de programa representam principalmente projetos e em nível de portfólio representam principalmente projetos e programas.

No mais simples dos projetos, pode ser suficiente programar as atividades simplesmente desenhando um gráfico de Gantt, mas na maioria dos projetos o gráfico mostraria os resultados de uma análise do caminho crítico, incluindo destaques nas atividades críticas e na folga disponível.

 

 

O formato básico pode ser aprimorado na forma, por exemplo, de gráficos de barras e gráficos de deslizamento vinculados.

 

Gráfico de barras ligadas

Estes mostram as dependências entre as atividades, assim como as barras de atividades. Esta é a principal maneira de criar uma rede na maioria das ferramentas modernos de programação de cronograma (em oposição a um diagrama de rede), mas pode ficar confusa  conforme as redes se tornam complexas.

 

 

Slip charts

Também conhecidos como gráficos de progresso ou gráficos com linha de base, estas mostram a previsão atual em relação à linha de base original.

 

 

A data marcada com "tempo presente" indica a data em que o progresso foi medido. As barras no passado são geralmente mostradas em uma cor mais escura do que aquelas no futuro.

SHARE THIS PAGE
31st July 2014Link to Italian translation added

Gráfico de Gantt

Voltar para o topo